Roma, Itália (2014)

Em 2012, após uma iniciativa de ativistas, estudantes e curadores foi criada uma galeria de arte nas paredes internas e externas de uma fábrica desativada de embutidos na periferia de Roma, onde moravam dezenas de famílias sem-teto e de refugiados ilegais. Batizado MAAM – Museo di dell’Altro e dell’Altrove Metropoliz (Museu do Outro e do Outro Lugar), o espaço recebe intervenções de artistas de todo o planeta. As obras convivem em harmonia com os habitantes da ocupação, servindo como poderosas armas contra a discriminação – e também impedindo os moradores de serem despejados do local. Quando estava em Roma para participar de uma exposição na Dorothy Circus Gallery, Kobra fez questão de visitar o MAAM e participar do coletivo. Seu painel retrata a jovem paquistanesa Malala Yousafzai, que desafiou o regime talibã ao lutar publicamente pela educação feminina e foi baleada na cabeça ao sair da escola, aos 15 anos. Malala sobreviveu ao ataque e continuou em sua cruzada – alguns meses depois, ela recebeu o Prêmio Nobel da Paz.

Play
previous arrow
next arrow
Full screenExit full screen
ArrowArrow
Slider